Palavrão

02/12/2010 § 2 Comentários

Aprendemos desde que nascemos que os palavrões não devem ser ditos  com muita freqüência, pois em excesso faz de nós pessoas vulgares, desbocadas entre outros adjetivos não tão legais de serem chamados. Em alguns outros casos o palavrão é considerado até difamação impedindo pessoas muito religiosas de os pronunciarem. Mas afinal alguém sabe quando, como ou quem designou tais palavras como pejorativas? Ou até mesmo, porque falamos palavrões que significam coisas totalmente diferentes do sentido que damos a eles? Eu realmente fiquei curiosa com essas questões…

 

“Viver e não ter a vergonha de ser feliz. Cantar e cantar e cantar a beleza de ser
um eterno aprendiz…”

Essa vontade nata de descontar a raiva do coleguinha em algumas palavras sem machucar ninguém não é apenas uma coincidência criada pelo ser humano e sim algo necessário para a vida, que existe e é comprovado no nosso cérebro. Nele existe uma parte que os cientistas descobriram que é o lado irracional do ser humano. Esse lado é responsável pelo tic nervoso e pelo palavrão. Isso responde por que descontamos em objetos e pessoas com palavras que tem o significado tão diferente.  Por ser irracional não associamos a palavra à coisa e nos preocupamos assim em apenas falar mal aquilo que nos causou algum mal.

 

‘’Somos nós que fazemos a vida como der, ou puder, ou quiser… ’’

Quando o palavrão foi inventado, eu realmente não encontrei, mas tenho uma teoria que antes de escrever quero esclarecer que era algo que andei pensando, portanto não tenho certeza se é certo ou não. É Apenas reflexão.

Desde o momento em que o mundo foi dividido em classes sociais o sonho da classe inferior é ser igual ou pelo menos semelhante à classe superior, e obviamente, isso acontecia também ao contrário, pois para a superior ser a melhor não poderia fazer ou falar coisas parecidas e muito menos iguais a inferior.

Por ter mais necessidade de criação para sua subsistência a cultura da classe inferior era sempre mis marcante o que influenciava do modo de se vestir ao modo de falar. É nesse aspecto cultural que o preconceito com palavras mais informais por parte da classe superior passou a existir afinal um nobre jamais poderia falar igual a um servo. O palavrão é essa diferença lingüística!

 

Quem quiser saber mais sobre essa descoberta, acesse: http://super.abril.com.br/revista/249/materia_revista_267997.shtml?pagina=1

“Eu sei, eu sei que a vida devia ser bem melhor e será, mas isso não impede
que eu repita É bonita, é bonita e é bonita…”

Eu não sei qual o problema de falar palavrão e ultimamente ando me perguntando a origem de tudo pelo o qual sou proibida ou aconselhada que não faça menor sentido.  O que eu descobri sobre foi que o palavrão faz até parte da fisiologia do nosso corpo e fora isso não existe nada mais do que uma tradição que impede as pessoas.  O que determina se uma palavra é feia ou não com certeza não é seu significado, pois todos os palavrões possuem seu derivado, e sim quem denominou aquilo como vulgar. Como eu não sei quem fez isso, o palavrão, pra mim, continuara sendo mais uma palavra até porque em alguns casos ele salva a vida de muita gente!

Espero que tenham gostado do post!

Beijos Lara.

Anúncios

§ 2 Respostas para Palavrão

  • N disse:

    A maldade tá na cabeça de quem ouve. Eu falo tanto palavrão sem inteção alguma. Às vezes sim, claro, eu extrapolo como qualquer outro. Mas é algo natural do se humano.

  • docesmeninas disse:

    Eu falo muito palavrão. Normalmente pra me expressar [tipo, dar ênfase] meu pai vive me ameaçando a lavar a boca com sabão. Adoro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Palavrão no Doces Meninas.

Meta

%d blogueiros gostam disto: