Procura-se independência

09/12/2010 § Deixe um comentário

Hoje eu realmente irei fazer uma D.R discutindo, literalmente, a relação humana nesse mundo louco que vivemos. Os meus temas para abordar isso são bem complexos de resolver, portanto não devo soluções a ninguém e irei apenas explicar com o meu ponto de vista alguns problemas enfrentados por, pelo menos, a maioria de vocês. A relação fria do consumo, a relação confusa de uma adolescente com a sua adolescência e, principalmente, da relação de independência, quevão ser falados em cima da musica, já usada por mim em um assunto não tão interessante, independência do capital inicial.

“Se paro e me pergunto: será que existe alguma razão prá viver assim se não estamos de verdade juntos?…”

A sensação que o ato de consumir nos traz é imensa satisfação de adquirir o produto e muitos até sentem-se tão felizes que fazem da compra uma terapia. Mas, a relação das pessoas com elas mesmas através do consumo é quase nula e estamos tão adaptados a essa maneira que é difícil imaginar como seria de outro jeito. A independência do consumo nos faria o enorme favor de voltar a ter uma convivência bem mais harmoniosa e menos estressante com as pessoas.

Fui certo dia a uma reserva em Aldeia Velha chamada: Bom Retiro. Em umas das atividades ocorridas, estava incluída uma oficina de alimentação viva (verduras e legumes cru), da qual participei inclusive comendo.  Antes de sentarmos a mesa para a refeição, a oficineira nos propôs algo diferente, onde todos os participantes deveriam ficar e agradecer juntos com uma canção, pela comida servida diretamente da natureza. No inicio achei um pouco estranho, mas depois de ter agradecido a comida com todos eu entendi.

Quando vamos a um restaurante ou lanchonete o normal e automático das pessoas é servi-se e depois sentar-se á mesa sem nem mesmo fazer questão de saber como esta aquela pessoa que esta ao seu lado ou aquela te serviu. A relação fria de consumo chega ao ponto de alguns casos sentarmos sozinhos em mesas de outras pessoas, que também estão sozinhas, e nem reparar na presença delas no mesmo ambiente que o seu. É essa relação de dependência com horário, e com o ato do consumo, que a oficineira quis evitar em uma refeição já nada tradicional, mas muito receptiva.

“Procuramos independência acreditamos na distância entre nós…”

Esse tema da adolescência é meio pessoal e por isso estou precisando urgentemente ter um D.R de verdade com  essa minha fase da vida. Sei que quando for adulta vou achar essa fase à melhor, mas por enquanto é a adolescência que me incomoda. Pra começar, alguém pode me dizer qual o problema de levar um adolescente a sério? Porque é tão difícil nos dar um pouco mais de autonomia e liberdade? . Por favor, só não me diga que é porque eu não tenho idade pra isso, que essa desculpa já está manjada.

O que nos falta é a famosa liberdade e, conseqüentemente, a independência. Nós podemos quem sabe um dia, provar a todas as pessoas que rotulam o adolescente como irresponsável, que somos compromissados com nossas obrigações, mas isso é praticamente impossível sem a liberdade que tanto sonhamos, nem que seja o suficiente para provar apenas isso.

O que mais me incomoda é a falta de argumento para negar algo que pedimos e com isso entra na repetição de desculpas que são tão variadas que até gravamos. O que pode nos impedir de ser quem somos ou fazer o que queremos não pode ser a nossa idade, deve ser o nosso bom senso ou, pelo menos, a confiança na educação que nos passam anos ensinando.

A independência, assim, é impedida por um motivo que nem os que impedem sabem e, portanto é tão procurada e tão pouco encontrada. Procuro independência, quem achar me dá um pouquinho?

Beijos Lara.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Procura-se independência no Doces Meninas.

Meta

%d blogueiros gostam disto: