A Felicidade Não Se Compra

21/12/2010 § Deixe um comentário

Oi gente!!!!

O Natal está chegando e estou super ansiosa para saber o que Papai Noel mandou para mim. Para vocês, queridos leitores e admiradores do nosso blog, pedi para Papai Noel um filme super bacana e proveitosa, digna de ser assistida na noite da Ceia de Natal. Nada de assistirem Mary Poppins no SBT, hein. Se bem que vale um pouco a pena porque Julie Andrews é diva!

Enfim, o filme da semana é “A felicidade não se compra”, ou em inglês “It’s a wonderful life”, eu prefiro os títulos originais mas em outro momento a gente fala sobre isso. O filme é muito bacana, tenho certeza que vocês vão adorar.

O filme conta a vida de George Bailey e de como ele desistiu de seus planos de sair da cidade natal para comandar os negócios da família e livrar-se do temido e ambicioso Senhor Potter. Até que na noite da véspera de Natal, as coisas não vão muito bem e decide suicidar-se pulando de uma ponte. Porém, as pessoas a quem George Bailey ajudou oram por ele, o Superior resolve mandar o Anjo de Segunda Classe, Clarence, para ajudá-lo a compreender que a sua vida é importante para a cidade. Detalhe: Clarence precisa fazer um bom trabalho se quiser receber seu par de asas depois de 200 anos.

Na verdade, o filme gasta pouco mais de uma hora e meia só contando a história de George, como ele cresceu, os seus sonhos, como conheceu e reencontrou Mary e como ajudou a cidade a crescer. É um pouco chato, mas importantíssimo para o desenvolvimento da história. A partir da aparição de Clarence, a história leva tal rumo que dá para lembrar um pouco “O conto de Natal” do Dickens.

Como o filme é um clássico de filmes no Natal, as falas são um pouco corridas e há um certo esforço dos atores na atuação. Acho até que nesse filme foram gravados cenas que, para a época devem ter sido um escândalo. Mas clássico é clássico.

O objetivo do filme não é necessariamente ser um filme de Natal, mas ser um filme que faça o telespectador compreender que a vida corre enquanto você está trancado no escritório, se preocupando com os negócios. Há vários elementos desse filme que demonstram que George sempre escolhia os negócios a sua família.

O final do filme é o melhor. Tive que segurar bem para não chorar. É o mais lindo que eu já vi em filmes. Dá vontade de contar, mas não vou. A cena do telefone é muito tocante, você vê aquilo acontecendo e torce para que o cara faça alguma coisa. Outro detalhe: esse filme foi dirigido por Frank Carpa, puro e simplesmente o maior diretor de todos os tempos. Mais um motivo para assistir.

Anúncios

Marcado:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento A Felicidade Não Se Compra no Doces Meninas.

Meta

%d blogueiros gostam disto: